• E-mail: vendas@dalfovoveterinaria.com.br

  • Contato: (54) 3228-2011

0

Pet Cães e GatosVermífugos

Milbemax C Até 5 Kg – Novartis – 2 Comprimidos

10 em estoque

Avaliações (0)

Seja o primeiro a avaliar “Milbemax C Até 5 Kg – Novartis – 2 Comprimidos”

  • Sem avaliações ainda, seja o primeiro!

Descrição

Fórmula:
Cada comprimido contém:
Milbemicina oxima………….. 2,5 mg
Praziquantel …………………….25 mg
Excipiente q.s.p. ………………125 mg

Indicações:

A Milbemicina pertence ao grupo das lactonas macrocíclicas, isolada pela fermentação do Streptomyces hygroscopicus var. aureolacrimosus. A Milbemicina A3/A4, na relação de 20:80 é um dos princípios ativos do Milbemax C. É efetiva contra os estágios larvais (L3, L4 e microfilárias) de Dirofilaria immitis, e tem atividade contra os nematódeos intestinais que infestam os cães. A atividade da Milbemicina é correlata com a ação da neurotransmissão em invertebrados: ela potencializa o GABA (ác. Gamma Amino Butírico), um inibidor da transmissão neuromuscular, provocando paralisia.
O Praziquantel é um composto sintético derivado de isoquinolina com denominação química de 4H-pirazinol2, 1-aisoquinolina-4-1, 2-(ciclohexil-carbonil)-1,2,3,6,7,llb-hexaidro. O protótipo de uma classe sem igual de anti-helmínticos para uso humano e propósitos medicinais veterinários. É efetivo contra cestódeos e trematódeos.
O Praziquantel causa afluência Ca2+ a receptores na superfície corporal de cestódeos e trematódeos. Isto conduz à despolarização da membrana e contração quase instantânea da musculatura (tétano), vacuolização rápida do tegumento sincicial e desintegração tegumental subseqüente, resultando em expulsão mais fácil da área gastrointestinal ou morte do parasita.

Precauções:
Não administrar em cães com menos de 2 semanas de idade e/ou peso inferior a 0,5Kg.

Reações Adversas:
Em casos excepcionais, sinais clínicos leves como ataxia, depressão e emese podem ocorrer depois do uso de Milbemax.
Em caso de superdosagem, pode-se observar midríase, depressão, salivação excessiva, paresia, tremores e/ou dificuldade de locomoção. Tratamento sintomático pode ser aplicado a critério do Médico Veterinário.
Animais com alta infestação de dirofilária, por terem um grande número de microfilárias circulantes, podem, algumas vezes, apresentar uma moderada e transitória ação de hipersensibilidade, exteriorizando os seguintes sintomas: vômito, salivação excessiva, mucosas e membranas pálidas, dificuldade respiratória. Estas reações estão associadas à liberação de proteínas das microfilárias mortas ou que estão morrendo e não têm efeitos tóxicos relacionados ao produto.”